A verdadeira realidade sobre as árvores caídas

Nos últimos meses diversas árvores caíram em São Paulo decorrente as chuvas. Essas árvores viram lixo. São jogadas fora como se não tivessem valor algum, são soterradas em aterros sanitários.

A prefeitura não dá o mínimo valor a essas árvores após a queda, não faz nenhuma pesquisa em cima daquela árvore caída para saber seu valor, e são árvores nobres que poderiam ser muito bem utilizadas. Eles consideram como lixo orgânico. Quando questionados sobre isso, a Secretaria de Coordenação e Subprefeituras se pronunciou dizendo: “Normalmente, só ocorre queda de árvores que estejam em mau estado fitossanitário, por isso não existe nenhum tipo de seleção dos troncos. ”

A equipe do UOL Noticias Cotidiano realizou uma pesquisa para investigar o que se diz: “[...] Das mais de vinte árvores tombadas que a reportagem do UOL registrou, apenas um eucalipto e uma tipuana estavam infestados por cupins. As árvores cujas madeiras são classificadas como "de lei" têm dureza e proteção naturais contra os animais xilófagos (comedores de madeira). [...]”. Ou seja, há um desperdício enorme!

Além disso, quando alguém tenta reaproveitar essa madeira pedindo a autorização da prefeitura, é negado. Muitas árvores caídas em 2014 ainda não haviam sido recolhidas no inicio do ano, portanto, é uma madeira que ou vai para o lixo ou fica parada.

Não devemos deixar que isso aconteça com nossas árvores, ao que aparenta, a maioria da população ignora esses fatos. Vamos salvar a nossa natureza! Nós da Madeirado queremos que essas madeiras, essas árvores que um dia encantaram nossas ruas, passem a ter uma nova importância. Saiba mais sobre nossas madeiras em “De onde vem nossa madeira?


Isis Fonseca
Isis Fonseca

Autor



Deixe um comentário

Mesa Rustica